Buscar
  • Rede sem Fronteiras

Associação de migrantes brasileiros tem projeto aprovado e traz recurso inédito para Portugal



A Diáspora Sem Fronteiras, associação de migrante membro da RSF, sediada no concelho de Cascais, realizará a Sessão de Lançamento do Projeto Projeto Territórios de Juventudes: Construindo Alternativas de Não Violência na próxima sexta-feira 01 de Julho, às 18h30 no CriArte Carcavelos.


O projeto, cofinanciado pelo Active Citizen Fund e gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Bissaya Barreto, é inédito no país e constitui um recurso inovador, através da instituição do AVP (Alternatives to Violence Project) Portugal, de modo a formar os primeiros facilitadores no território nacional. Cascais, sede da associação, será a cidade pioneira a receber o projeto que ainda tem como parceiros a Rede Sem Fronteiras, Aliança Empreendedora, Tamo Junto Portugal, Cascais Jovem, Programa Educa da Câmara de Cascais, Serpaz- Serviço de Paz e apoio do AVP International.


O objetivo do projeto é formar 40 facilitadores e impactar mais de 300 pessoas do Concelho por meio da metodologia Alternative to Violence Project (https://avp.international/) visando possibilitar a construção de uma cultura de não violência alicerçada numa lógica de diálogo, comunicação e partilha de interesses comuns. O AVP , baseado no programa American Friends Service Committee, apresenta abordagens não violentas para resolução de conflitos e transformação social e consiste em um programa de formação desenvolvido sob forma de workshops, nos quais são usadas dinâmicas que estimulam os sujeitos no processo de descoberta de si e dos outros na convivência social. Através de práticas de comunicação efetiva e afetiva, ajudam a desenvolver sentimentos de autoestima, autoconfiança, solidariedade e cooperação, auxiliando a construção de vínculos interpessoais e de comunidade contribuindo para a produção de valores que fundamentam uma cultura de paz na convivência social, promover a integração intercultural e também capacitar os indivíduos a lidarem de uma maneira não violenta em situações de conflitos.


As oficinas, que acontecerão de modo itinerante envolvendo os jovens dos bairros do município, constituem-se em estratégias de capacitação na prevenção de violências e resolução de conflitos contribuindo para uma cultura fundada no reconhecimento e promoção dos direitos humanos. Capacitar jovens e técnicos no Concelho de Cascais dentro dessa perspectiva revela-se como uma alternativa para o complexo problema das violências e que têm um impacto bastante destrutivo nos contextos e ambientes. Depois da conclusão dos workshops, as pessoas formadas farão parte de uma rede de facilitadores que atua em mais de 50 países.


Mais informações sobre o projeto por e-mail territoriosdejuventudes@gmail.com ou nas redes sociais da Associação Diáspora Sem Fronteiras.

www.facebook.com/diasporasemfronteiras

www.instagram.com/diasporasemfronteiras


9 visualizações0 comentário