Buscar
  • Rede sem Fronteiras

ATO POLÍTICO PELO DIREITO DE MIGRAR E A MIGRAR COM DIREITOS


Esta semana a ativista e presidenta da Associação Antra Brasil (Associação Brasileira de Travesti e Transexuais) Keila Simpson foi barrada ao desembarcar no aeroporto da Cidade do México. Keila esteve retida por 10 horas sem acesso a comunicação, foi deportada e impedida de participar do Fórum Social Mundial México 2022.


A RSF denuncia e repudia esta política de fronteira transfóbica e se solidariza com Keila Simpson e a Associação Antra Brasil.


Confira o discurso de Paulo Illes, diretor executivo da RSF, durante o Ato de Denúncia.



0 visualização0 comentário